|
|

O que é quiropraxia?

 

Devido às posturas utilizadas durante o dia-a-dia (como forma de sentar, levantar e carregar peso), bem como o modo que dormimos e trabalhamos, nossa coluna pode desalinhar, ou seja, os ossos da coluna chamados de vértebras, podem sair questão de milímetros de sua posição normal.

 

Este desalinhamento pode provocar um processo inflamatório causando dor local  podendo  também acometer as  raízes nervosas,  já que estas saem do interior da coluna (da medula). Com  este  comprometimento nervoso  temos uma interferência na transmissão de impulsos nervosos, acarretando em uma disfunção também na estrutura que esta raiz nervosa inerva. Um exemplo bastante comum é o nervo ciático. Este nervo é o mais longo do nosso corpo. Ele se forma a partir da junção de outros pequenos nervos que saem da porção inferior da coluna lombar e inerva principalmente a parte lateral e posterior da coxa e perna, quando muito acometido pode provocar dor até a sola do pé.

 

Ele inflama por estar comprimido pela vértebra que esta desalinhada, ou seja, um osso da porção inferior da coluna sai de sua posição normal e acaba pinçando o nervo ciático. Com este pinçamento, tarefas simples como sentar, levantar ou andar tornam-se muito difíceis e doloridas.

 

A quiropraxia devolve o movimento normal ao osso da coluna que estava desalinhado. Essa correção promove alívio da dor, além da descompressão da raiz que estava acometida por este desalinhamento, o que resulta  na melhora também da funcionalidade da estrutura inervada. No caso do nervo ciático nota-se redução da dor lombar com consequente alívio ou eliminação das dores e formigamentos nas pernas.

 

Por isto a quiropraxia além de tratar dores na própria coluna pode potencializar o  funcionamento das estruturas (órgãos/músculos) inervadas pela raiz nervosa que estava acometida pela  inflamação. Outro ponto, também muito importante é a prevenção de degenerações na articulação tratada.

 

Como é a formação de um quiropraxista?

 

Para ser um quiropraxista, com a responsabilidade de diagnosticar e prescrever tratamentos, é necessário submeter-se a uma rigorosa formação de nível superior. A Quiropraxia é, portanto, um curso de nível universitário com duração entre quatro anos e meio a seis anos (5000 horas). O curriculum consiste em uma extensa educação em ciências biomédicas, métodos diagnósticos e prática clínica.

 

 Como é realizado o diagnóstico?

 

O diagnóstico é feito através de uma entrevista detalhada, exames clínicos que compõem a análise postural, realização de testes ortopédicos e neurológicos. É realizada também uma palpação cuidadosa das estruturas afetadas e caso sejam necessários exames de imagem também serão solicitados.

 

Como se dará o tratamento?

 

O tratamento tem dois objetivos: corrigir e prevenir os problemas na articulação. É apropriado para cada condição, por isso é necessária uma entrevista bem detalhada. . Tendo sido feito o diagnóstico, é definido um plano de tratamento apropriado a cada condição. Existem diversas técnicas que foram desenvolvidas para restaurar a movimentação articular. O ajustamento, quando indicado, é muito específico e indolor. Com isto, normalmente, observa-se uma diminuição importante da dor, relaxamento muscular, aumento da mobilidade e restauração da função articular. 

 

Quais são as indicações para procurar quiropraxia?

 

Todas as pessoas podem e deveriam procurar a quiropraxia desde recém-nascido até pessoas de idade bastante avançada. O tratamento, entretanto, é adequado a cada paciente com o emprego de técnicas específicas para cada idade. Aquelas que não têm dor/lesão na coluna e articulações ao realizarem o tratamento quiroprático  estão prevenindo futuras afecções e garantido sua qualidade de vida, pois com dor a qualidade de vida reduz consideravelmente.

 

Já aquelas que possuem alterações como: dores na coluna, hérnia de disco, dor no nervo ciático, escoliose, dores de cabeça, dores articulares, dores em função da gestação, devem procurar o profissional para que as lesões não progridam e suas dores sejam eliminadas/reduzidas.

 

É necessário ir ao quiropraxista por toda a minha vida?

 

Isso dependerá do que o paciente quer para sua saúde. Para muitas pessoas, o cuidado quiroprático regular faz parte de um estilo de vida saudável, que inclui exercícios adequados, nutrição equilibrada entre outras. Certamente esse é o caminha para o bem estar e para a qualidade de vida plena.

 

Os quiropraxistas receitam medicamentos?

 

Medicamentos nunca são utilizados ou prescritos por quiropraxistas. Estes apenas mascaram os sintomas sem que tratemos as verdadeiras causas das dores na coluna e/ou articulações. É preciso sempre enfatizar que a quiropraxia trata a causa e não apenas os sintomas.

 

Qual é a idade ideal para o tratamento quiroprático?

 

Pessoas de todas as idades podem se beneficiar do tratamento quiroprático. A quiropraxia possui técnicas especificas para cada caso, que variam de acordo com a idade e com a condição de saúde do paciente. Desde bebês até vovôs podem melhorar sua qualidade de vida com a quiropraxia. 

 

Uma pessoa que já passou por uma cirurgia na coluna vertebral pode fazer o tratamento com a quiropraxia?

 

Sim, porém sempre é necessária uma avaliação minuciosa de um profissional preparado.

 

Se já estou fazendo tratamento médico posso fazer o tratamento com a quiropraxia?

 

Claro, com os desalinhamentos corrigidos será acelerado o ritmo do tratamento ao qual você está sendo submetido. Cabe ressaltar também que o trabalho interdisciplinar também é muito importante, pois assim consegue-se tratar o paciente em todos os ambitos. 

A quiropraxia é segura?

 

Sim, extremamente segura. Desde que seja feita por profissionais qualificados. Proteja-se! Verifique se o  quiropraxista possui uma formação compatível com os padrões internacionais. No site www.quiropraxia.org.br você encontra a relação completa de quiropraxistas graduados.

 

O que acontece se eu parar com o tratamento quiroprático, sem concluí-lo?

 

Para que se tenham bons resultados, o tratamento quiroprático deve ser feito por completo. A ausência de sintomas não indica que o tratamento terminou, pois mesmo que o paciente esteja se sentindo bem ainda podem haver desalinhamentos, que se não tratadas, podem voltar a causar sintomas.

 

Quando minha coluna estiver saudável, acaba o tratamento quiroprático?

 

Isso depende de você. Os estresses de uma vida onde se está sempre ocupado, o trabalho sedentário, o uso de computadores, eventuais quedas e escorregões e falta de exercícios podem causar novamente os desalinhamentos. Avaliações regulares com o quiropraxista garantem o tratamento antes que eles se transformem em problemas mais sérios e, com certeza, a coluna ficará mais forte e saudável, sem o risco de desgastes, hérnias de disco ou bicos de papagaio.

 

Se meus sintomas desapareceram, por que eu devo continuar indo ao quiropraxista? 

 

Os sintomas normalmente aparecem na última fase de um problema de saúde e são os primeiros a desaparecerem quando você começa o tratamento quiroprático. Porém, o desalinhamento, que está causado os sintomas não desaparece rapidamente. O quiropraxista é treinado para tratar a causa do problema, não só os sintomas. Antes de receber qualquer cuidado quiroprático, o corpo tem de se adaptar para compensar a disfunção vertebral. O sistema nervoso que percorre toda a coluna vertebral não pôde funcionar corretamente e isto provavelmente contribuiu para o aparecimento de problemas de saúde. Por isso, o corpo está acostumado aos velhos padrões de movimento e postura. Para estabelecer um novo padrão, o quiropraxista reavaliará o progresso a intervalos regulares, mesmo que os sintomas tenham desaparecido.

 

 

Vem apresentando maior procura, tem tido maior divulgação nos últimos anos?

 

No Brasil a profissão é muito nova, por isso ainda muitas pessoas desconhecem todos os benefícios da profissão. Começou a se desenvolver em 1992 com a criação da ABQ - Associação Brasileira de Quiropraxia, que é reconhecida e filiada pela Federação Mundial de Quiropraxia (WFC). Já a graduação de Bacharelado em Quiropraxia se iniciou em 2000. Para ser um quiropraxista, é necessário submeter-se a uma rigorosa formação de nível superior. A Quiropraxia é, portanto, um curso de nível universitário com duração entre quatro anos e meio a seis anos (5000 horas). O curriculum consiste em uma extensa educação em ciências biomédicas, métodos diagnósticos e prática clínica.

 

Entretanto nos EUA a profissão tem mais de 115 anos e está entre as três maiores profissões na área de saúde (Medicina, Quiropraxia e Odontologia) na América do Norte e Europa. Nestes países é integrada aos sistemas nacionais de saúde. A Federação Mundial de Quiropraxia, (World Federation of Chiropractic - WFC), reconhecida e filiada a Organização Mundial de Saúde (OMS), é a organização que representa a Quiropraxia internacionalmente. Há cerca de 90000 quiropraxistas em todo o mundo dos quais cerca de 65000 encontram-se nos Estados Unidos.

 

 

 

 

Entre em contato!
Trabalhamos com horários diferenciados para melhor atendê-lo.
(54) 3261-5844 | 9611-6196
 
Marque sua consulta!
R. Cel. Pena de Moraes, 513, sala 208
Shopping Omar Valentini
Centro, Farroupilha - RS
CEP: 95180-000 | Ver mapa maior
 
Todos os direitos reservados 2013 ©
"Morgana Felli - ABQ 0452 | Quiropraxia"
9.570
 
8.916
 
11.845